Equipe Comenta Ambientação Do Século XVII Em Featurette De ‘A Bruxa’

0 88

Faltam dois dias para A Bruxa (The Witch) chegar ao Brasil e pra você que curte essa coisa chamada cinematografia, a Universal Pictures do Brasil liberou um featurette legendado que nos explica um pouco da ambientação do filme, onde o diretor Robert Eggers e o elenco contam como foi o processo de gravação e o que fizeram para tornar o set o mais real e tenso possível. Dê uma olhada.

Situada em 1630, o longa conta a história de uma família que acabara de se mudar para a Nova Inglaterra. No novo lar, coisas estranhas começam a acontecer: animais tornam-se malévolos, a plantação morre e uma criança desaparece aparentemente possuída por um espírito maligno. A partir daí, a família começa a ter a sua fé, lealdade e amor testados das maneiras mais chocantes.

“Era crucial que todo esse mundo fosse o mais parecido possível em relação ao século XVII, porque era preciso acreditar nesse mundo e estar atrelado a ele para que pudéssemos acreditar nessa bruxa do mesmo jeito que essa gente acreditou”, explica o diretor. Para Eggers, era necessário ser o mais real possível para que a bruxa também se tornasse real. “A bruxa do século XVII, a bruxa puritana é muito mais primitiva e muito mais assustadora do que nós imaginamos”, acredita.

Sinopse

“New England na década de 1630: William e Katherine levam uma vida cristã devota com cinco filhos, vivendo à beira de um deserto intransitável. Quando o seu filho recém-nascido desaparece e a colheita fracassa, a família se vira um contra o outro. Além de seus piores medos, um mal sobrenatural se esconde no bosque ao redor. Em sua estréia, o escritor/diretor Robert Eggers meticulosamente projeta uma autêntica recriação da Nova Inglaterra – gerações antes dos julgamentos de 1692 em Salem. Evocando o poder sedutor e aterrorizante do mito atemporal da bruxa, contado através dos olhos de Thomasin, a filha adolescente (em uma performance digna de uma estrela de Anya Taylor-Joy) e suportado por um assombroso trabalho de câmera e uma pontuação sinistra, A Bruxa é um retrato arrepiante de uma família desenrolando dentro de seus próprios medos e ansiedades, deixando-as expostas a um mal do qual não se pode fugir.”

Do diretor e roteirista Robert Eggers – estreante premiado no Festival de Sundance de 2015 – o filme conta com produção da brasileira RT Features e distribuição da Universal Pictures. O elenco conta com Anya Taylor-Joy, Ralph Ineson, Kate Dickie, Harvey Scrimshaw, Ellie Grainger e Lucas Dawson.

A Bruxa estreia nos cinemas nacionais nesta quinta-feira, dia 3 de Março.

Você também pode se interessar Mais do autor