Viajante do Tempo?! Múmia de 1000 Anos é Encontrada Com Botas da Adidas

Primeiras Evidências Indicam que Mulher Teria Sido Assassinada

0 53

Da série inexplicáveis fatos sem explicação até que alguém explique um fato curioso deixou um grupo de pesquisadores estupefatos ao desenterrar uma múmia na Mongólia.

Uma equipe de arqueólogos encontrou os restos mumificados de uma mulher que viveu há cerca de 1.000 à 1.500 anos atrás e se surpreenderam ao verificar que as botas que calçavam os pés da múmia em questão, poderiam muito bem ter sido comprados em qualquer loja que venda tênis Adidas.

Algumas teorias já andaram sendo aventadas por aí, inclusive sugerindo que a mulher na verdade foi uma viajante do tempo. Entretanto as evidências indicam que tudo não passa de uma coincidência estética embora as primeiras análises mostram que ela pode ter sido assassinada.

Será que foi por causa das botas?! Será que foi o pessoal da Nike?!

A múmia foi descoberta há um ano na região das montanhas de Altai, na Mongólia, mas foi necessário todo esse tempo para limpá-la cuidadosamente e retirá-la sem causar nenhum dano.

A semelhança de suas botas Adidas foi o suficiente para torná-la mundialmente famosa e além do calçado, outros ítens foram encontrados em seu túmulo, como roupas da Mongólia, um vaso de barro, uma chaleira de ferro, travesseiros, uma faca em excelentes condições, uma cabeça de ovelha, um saco de viagem de feltro que continha o resto das ovelhas, uma sela, rédeas e um cavalo…

Sim. É isso mesmo! A mulher foi enterrada com uma cabeça de ovelha e com seu cavalo que, como avaliado pelos arqueólogos, foi morto exclusivamente para o funeral.

Ao estudar os restos da mulher, uma análise do esqueleto mostrou que a mulher, na faixa dos 20 à 30 anos de idade, sofreu um forte golpe na cabeça e muito provavelmente esta foi a causa da sua morte.

De acordo com o novo relatório no The Siberian Times, a mulher também tinha uma bolsa contendo um pente e espelho e equipamento que teria sido usado para costurar e bordar – suas roupas continham elaborados desenhos bordados. Todos esses bens finos e os suprimentos para a vida após a morte – sem falar no cavalo e em suas botas da Adidas — sugerem que a mulher era rica ou uma aristocrata. Entretanto os arqueólogos dizem que as ferramentas de costureira indicam que ela era uma pessoa comum para a época.

O túmulo foi encontrado em uma altitude de 2,8 km e esse fator foi decisivo para a boa conservação tanto da múmia quanto dos ítens ali encontrados. O objetivo agora é tentar desvendar se a mulher de fato foi assassinada ou se morreu acidentalmente.

Galeria

Você também pode se interessar Mais do autor